<$BlogRSDUrl$>

Monday, January 19, 2004

Invasão árabe da Peninsula Ibérica 

Corria o ano de 711 d.C. A Península estava sob o controle dos povos Godos, governados pelo rei Witiza, com capital em Toledo. No Norte de África os exércitos do Islão submetiam os povos Bereberes e formavam um reino sob o governo do Emir Musa Ibn Nosseyr. A cidade de Ceuta era no entanto possessão Visigoda, governada pelo conde Julião, e resistiu aos ataques árabes.

Witiza foi derrubado do trono pelo conde Roderic que assumiu o seu lugar. No entanto muitos estavam contra Roderic, entre eles o conde Julião, que pedindo a ajuda dos árabes decidiu atacá-lo.

O Emir, vendo nisto uma oportunidade, enviou um exército para a Península sob o comando do General Tarik Ibn Zeyad. Desembarcaram junto a um monte a que deram o nome de Gebel Tarik (Monte de Tarik), que derivou para Gibraltar. A eles se juntou o conde Julião, formando um força de 12 mil homens que avançou pela península.

Roderic ao saber disto juntou um exército de perto de 20 mil homens e avançou ao seu encontro. Deu-se a batalha de Guadalete que terminou em derrota para os Godos. Roderic morreu no combate e Tarik avançou nas suas conquistas tomando Toledo sem oposição.

O Emir Musa avançou também para a peninsula reclamando o território conquistado, e entrou em conflito com Tarik, mandando prendê-lo. O conflito agudizou-se tanto que foi-lhes ordenado qque regressassem a África pelo Califa de Damasco. Nessa altura, a maior parte da Peninsula estava em mãos islamicas bem como todas as principais cidades.







This page is powered by Blogger. Isn't yours?