<$BlogRSDUrl$>

Wednesday, February 04, 2004

PERSEU - Parte I 

1ª Parte - Perseu e Danae

Muito antes da Guerra de Tróia, dois irmãos reinavam em duas cidades vizinhas. Acrisio em Argos e Pretus em Tirinte. Ambos eram inimigos mortais pois cada uma desejava ter o governo de ambas as cidades. Pretus tinha muitos filhos homens, mas Acrisio tinha apenas uma filha de nome Danae, que era considerada a mulher mais bela da Grécia. Acrisio temia que, por não ter um filho que liderasse o seu exército, os filhos de Pretus lhe conquistassem Argos.

Consultando um oráculo descobriu que não teria nenhum filho homem, mas que a sua filha Danae daria á luz um rapaz que provocaria a sua morte. Acrisio entrou em pânico com a profecia e sendo a sua filha ainda jovem e solteira decidiu prende-la numa cela de cobre onde ninguém poderia entrar além dele e da ama de Danae, que ficaria presa com ela. Assim ela não poderia ter filhos.

Os Deuses assim não quiseram. Zeus, o rei do Olimpo, apaixonou-se por Danae e transformando-se numa chuva de ouro, entrou na cela e fez amor com Danae. Assim Danae teve um filho a que deu o nome de Perseu. Acrisio visitava-a de tempos a tempos e Danae e a ama tinham de esconder a criança. Um dia, quando Perseu já contava 3 anos de idade, Acrisio ouviu-o chorar e entrou na cela. Perguntou de quem era a criança. Danae chorou e disse que era de Zeus. Zangado Acrisio mandou matar a ama de Danae e mandou fazer uma caixa de madeira onde fechou Danae e Perseu. Depois cruelmente deitou a caixa ao mar, para que os deuses decidissem a sua sorte.

Durante alguns dias a caixa flutuou no mar até que deu á costa numa ilha do mar Egeu. Danae saiu da caixa com Perseu mas desmaiou de fraqueza na areia. Foram encontrados por um pescador que os levou para a sua cabana. O seu nome era Dictis e tratou deles sem fazer perguntas. Dictis tinha ouvido falar do que o rei Acrisio tinha feito e suspeitava que eles eram Danae e Perseu de Argos. Também Acrisio ouviu de uma rapariga e o seu filho que deram á costa na ilha de Serifo. Viveu sempre no temor de saber que Perseu estava vivo mas não se atrevia a mandar matá-lo. O tempo foi passando e quando Perseu tinha 15 anos Acrísio não se atrevia a sair do seu palácio.



Danae e Perseu são postos á deriva numa caixa de madeira

(continua)

This page is powered by Blogger. Isn't yours?