<$BlogRSDUrl$>

Monday, May 03, 2004

James McCudden - O cavalheiro do ar 

James McCudden tinha apenas 18 anos quando a guerra começou mas já era mecânico de aviões no Royal Flying Corps. Ele e os seus dois irmãos serviram na força aérea britânica durante a guerra. O seu irmão mais velho William morreu em 1916 como instrutor, num acidente.

James revelou ser também um piloto excepcional e muito metódico. Em finais de 1916 integrou uma esquadrilha de caça que voava os primitivos Airco DH2. Nesses desajeitados aviões McCudden obteve as suas primeiras cinco vitórias de Novembro de 1916 a Fevereiro de 1917.

McCudden tornou-se depois instrutor na Inglaterra em Turnberry durante alguns meses. A meio do verão de 1917 regressou a França e integrou a esquadrilha 56, onde estavam os melhores pilotos de caça ingleses onde voava o SE5a, um dos melhores aviões e caça da guerra. No início foi visto como um piloto ultrapassado pois desde que tinha estado em combate pela ultima vez muito havia mudado. Mas aos poucos McCudden afirmou-se como um dos pilotos mais competentes da esquadrilha abatendo aviões inimigos regularmente.

A 23 de Setembro de 1917 McCudden e cinco dos seus pilotos participaram no combate mais famoso de toda a guerra. McCudden observou um caça Triplano alemão a atacar um avião inglês e atacou. O alemão solitário inesperadamente voltou-se para eles e atacou-os aos seis, e durante cerca de 10 minutos defrontou-os com enorme coragem e destreza. Dois dos pilotos ingleses tiveram de se retirar com os aviões danificados mas por fim o tenente Rhys-Davies, um talentoso jovem de 20 anos com 20 vitórias conseguiu abater o alemão, que era nada menos que Werner Voss, o segundo maior ás alemão, que morreu. Rhys-Davies e McCudden lamentaram depois não ter conseguido capturar Voss com vida e cumprimentá-lo.

McCudden foi vendo muitos dos seus companheiros morrer e tornou-se o melhor ás inglês em Fevereiro de 1918 atingindo o impressionante record de 57 vitórias, incuíndo 4 no mesmo dia e três no mesmo dia várias vezes.

Por este feito foi o piloto mais condecorado do RFC, regressando a inglaterra mais uma vez para ser instrutor. Em Julho de 1918 preparava-se para regressara França como comandante da esquadrilha 60 quando teve um acidente ao descolar de um aerodromo e morreu apenas com 22 anos de idade. A sua morte foi um choque para os aliados e mesmo os seus inimigos saudaram a sua perda.

O seu irmão mais novo Anthony havia morrido em combate, em Março. Nenhum dos três irmãos sobreviveu á guerra.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?