<$BlogRSDUrl$>

Tuesday, June 08, 2004

A tomada de Jerusalém Julho de 1099 

">




A primeira Cruzada havia conquistado Antióquia após um longo cerco, no Verão de 1098.
O exército esgotado e dividido permaneceu na cidade durante quase um ano até que os líderes mais resolutos decidiram marchar para Jerusalem, o objectivo final da expedição.
Raymond de Toulouse, Godofredo de Bouillon, Robert da Flandres eos outros chefes deixaram Antioquia, enquanto o irascível e ambicioso Boemundo de Tarento ficou em Antioquia como governante.

Aos cruzados juntou-se Balduino de Bolonha que estava em Edessa mas decidiu juntar-se aos que queriam tomar Jerusalem, formando um exército de dez mil homens.

A comoção foi grande quando avistaram a cidade. Muitos puseram-se de joelhos a rezar. O cerco foi colocado em Junho, e cada chefe ocupou um lado da cidade. Normandos, Ingleses, Germanos e Franceses.
Um frota genovesa atracou ao largo de Jerusalem com material de cerco e foram construídas catapultas e torras de assédio.
O cerco foi duro. Os árabes devastaram a área circundante e houve dificuldades de aprovisionamento. As muralhas eram sólidas e foi neceessário um mês de bombardeamento para as enfraquecer.

Finalmente a 13 de Julho tudo estava a postos para o assalto. Centenas de homens correram para encher o fosso que rodeava a muralha com pedras para possibilitar a passagens. A maioria foi abatida com flechas. Raymond de Toulouse atirou ouro para o fosso para encorajar os homens. As torres avançaram e eram atingidas pelo fogo grego atirado pelos árabes. O ar encheu-se de projecteis e centenas de homens caíam mortos no fosso.Os seus corpos eram logo cobertos de pedras para possibilitarem o avanço das torres. Estas eram puxadas por mulos e homens, constantemente atingidos por setas. Um ariete abriu um brecha por onde os homens de Godofredo e Robert da Flandres progrediam. O combate progrediu assim até á noite.
Quando a torre atingiu a muralha os soldados lançaram cordas para a prender mas todos foram abatidos por flechas. Ao mesmo tempo os soldados egípcios do general Ifthikar quie comandava Jerusalem lançaram cordas para derrubar as torres. Um grupo de cavaleiros subiu e cortou-as mas foi prontamente abatido. O dia terminou com os cruzados a ocuparem a muralha exterior no meio dos mortos no fosso.
Na manhã seguinte o assalto foi retomado. As primeiras tentativas de assalto através da torre foram repelidas com fogo grego. De um lado e outro arabes e cristãos insultavam-se a poucos metros uns dos outros enquanto combatiam.
Godofredo de Bouillon foi o primeiro homem a por os pés nas muralhas de Jerusalem e combateu atraves dos defensores. Pouco tempo depois o general Ifthikar enviou mensageiros a pedir clemencia aos chefes cristãos. Raymond de Toulouse aceitou e a ponte da cidade foi baixada. As tropas cristãs entraram e segiu-se um terrível massacre da população. Literalmente tudo o que estivesse vivo na cidade era morto.
As tropas de Ifthikar refugiaram-se na cidadela da cidade. Os chefes atravessaram a ciodade durante o massacre e rezaram junto ao Santo Sepulcro, onde Cristo fora sepultado.Ifthikar rendeu-se a Raymond de Toulouse. Jerusalem estava tomada.

para mais informações ver http://www.brighton73.freeserve.co.uk/firstcrusade/Overview/Overview.htm

This page is powered by Blogger. Isn't yours?