<$BlogRSDUrl$>

Wednesday, August 25, 2004

Batalha das Termóplias (480 a.C.) 

"Em -480 um poderoso exército persa entrou na Grécia pelo norte e chegou até a Fócida, no extremo oeste da Grécia Central. Leônidas, um dos dois reis espartanos, posicionou uma força grega de aproximadamente 4.000 homens nas Termópilas, um estreito desfiladeiro próximo ao mar, e bloqueou a passagem dos invasores.
as Termópilas
O exército persa era muito, muito numeroso (Heródoto refere mais de dois milhões e seiscentos mil homens, quantidade duvidosa). Enquanto as outras cidades gregas eram avisadas por mensageiros, os homens de Leônidas permaneceram ali, contendo os persas e ganhando tempo.
O rei persa, Xerxes, ordenou que o desfiladeiro fosse tomado. Os sucessivos ataques foram mal sucedidos, pois os gregos manobravam com habilidade e lutavam ferozmente; o espaço exíguo atrapalhava o numeroso exército persa. Mas um traidor revelou aos persas um atalho que dava acesso ao interior do desfiladeiro e, quando eles começaram a atacar por ali, os defensores viram-se praticamente cercados e sem saída.
Leônidas decidiu, então, resistir até o fim, juntamente com sua guarda de elite, os "300". Esses homens eram os melhores que Esparta produzira, e todos já haviam assegurado sua descendência. O rei mandou os demais gregos embora, para se juntarem às forças que estavam se formando para resistir ao invasor. Os téspios e tebanos, porém, cerca de 1.000 homens, decidiram ficar ao lado dos espartanos.
"Leônidas"
A lenda conta que, ao ver tão pequena oposição, Xerxes mandou a Leônidas uma breve mensagem: "Rende-te, e entrega tuas armas". Recebeu uma resposta igualmente breve, lacônica, tipicamente espartana: "Vem buscá-las." Outra lenda conta que quando um soldado não-espartano comentou que os persas eram tão numerosos que suas flechas encobriam o sol, Dieneces, um dos 300, replicou: "Melhor, combateremos à sombra!". Diz-se, também, que a última ordem-do-dia de Leônidas foi simples e lacônica: "Almoço aqui; jantar, no Hades". Ou seja, todos iriam lutar até a morte...
Para se ter uma idéia da combatividade dos homens de Esparta basta o seguinte: sempre que se despedirem de suas mães para entrarem em combate, os soldados espartanos ouviam dessas doces senhoras a amorosa frase: "Meu filho, volta com teu escudo, ou em cima dele" (isto é, morto...).

Os persas atacaram em massa e, é claro, tomaram o desfiladeiro e mataram todos os que resistiram. Graças à heróica resistência desses homens, porém, os outros gregos tiveram tempo de se organizar e, no ano seguinte, os persas foram definitivamente derrotados.
O embate final ocorreu em 27 de agosto de -479 em Platéia, a sudeste de Tebas (Beócia). O exército grego, formado pela coalização de várias cidades, derrotou o enorme exército persa. Pausânias, o regente espartano, comandou as forças gregas.

Estrangeiro, vá anunciar aos lacedemônios que aqui estamos, em obediência às suas leis...
AP 7.249
Consta que esse famoso epigrama, atribuído ao poeta Simônides de Ceos (-557/-468), foi colocado em um monumento erguido nas Termópilas em homenagem ao rei Leônidas e aos soldados liderados por ele."



This page is powered by Blogger. Isn't yours?