<$BlogRSDUrl$>

Tuesday, August 24, 2004

Kilij Arslan (1079 - 1107) 

O Primeiro e um dos principais adversários da Primeira Cruzada foi o sultão turco Kilij Arslan(nome completo: Dawud Kilij Arslan ibn Suleiman ibn Kutalmish - filho de Suleiman, neto de Kutalmish) .
Arslan governava a Asia Menor( a região que hoje é a Turquia) e o seu território foi o primeiro no caminho dos Cruzados no seu percurso para Jerusalém.
Arslan nasceu em 1079. O seu pai Sulimão, morreu em 1086 em batalha com um sultão rival e, com apenas 7 anos de idade Arslan foi afastado das terras do seu pai por rivais. Até aos treze anos de idade, Arslan foi mantido na corte da Malik Shah, mas quando este morreu foi libertado e ganhando o apoio dos emires fiés ao seu pai conseguiu afastar os seus rivais mandando mesmo assassinar o seu sogro, o sultao Chaka de Esmirna.
Assim, apenas um adolescente, Kilij Arslan tomou as rédeas do maior feudo Turco e tornou-se o maior sultão do clã dos Seljucidas. No entanto o seu domínio era mantido á custa de guerras constantes com os seus primos Seljucidas. Partindo da sua capital, a cidade de Niceia, Kilij Arslan atacou o seu mais perigoso rival, o emir Danishmend, que era 20 anos mais velho e muito experiente.
Foi na altura em que Kilij Arslan cercava Danishmend na cidade de Malataya em 1096, os primeiros Cruzados chegaram á Asia Menor vindos de Constantinopla. Esses primeiros Cruzados eram apenas alguns poucos cavaleiros e milhares de camponeses, homens mulheres e crianças que peregrinavam em nome da fé. Kilij Arslan enfrentou-os com os seus cavaleiros Turcos e dizimou-os, matando cerca de 20 000 deles e vendendo muitos como escravos. Vendo que a ameaça dos Cruzados era fraca, voltou-se de novo contra Danishmend.
No entanto alguns meses depois chegou a principal força dos Cruzados. Na sua maioria fortes cavaleiros de armadura, e em numero superior aos anteriores.Mas Kilij Arslan so lhes deu verdadeira atenção quando o exército Cruzado ja cercava a sua capital, Niceia. Ao avistar o exército Cruzado pela primeira vez Arslan viu que a cidade estava perdida, mas decidiu atacá-los, pedindo ajuda ao seu rival Danishmend que o ajudou com a sua cavalaria. Os Turcos atacaram os Cruzados, mas apos algumas horas de combate era claro que é inutil prosseguir e Kilij Arslan decide abandonar Niceia á sua sorte deixando a sua esposa na cidade, prestes a dar á luz.
Niceia é tomada mas é entregue aos Bizantinos que protegem a mulher de Arslan que é levada para Constantinopla.
Refugiando-se nas montanhas Kilij Arslan recruta um exército para um "jihad" contra os invasores francos. Ele e Danishmend são agora aliados contra uma causa comum.
O exército Cruzado avança pela Anatólia sob um sol abrasador em direcção a Antioquia e Arslan espera o melhor momento para os atacar.
Escolhe um vale perto da cidade de Dorileu. Arslan ve aparecer o exército cruzado e ataca. Milhares de flechas são despejadas sobre os cavaleiros e soldados que se protegem com as suas armaduras. Mas no corpo a corpo os Turcos são inferiores e a batalha arrasta-se. O efeito surpresa desapareceu e agora Kilij Arslan hesita em ordenar o ataque final. É nesse momento que aparecem mais dois exércitos de Cruzados a galope, vindos das montanhas. O exército que ele estava a defrontar era apenas a vanguarda! Em desespero Arslan põe-se em fuga e o seu exército foge atrás dele, mas muitos dos seus homens são apanhados pelos cruzados e a derrota é total.
Na sua fuga Arslan polui as águas e queima colheitas para não as por nas mãos dos Cruzados.

Só em 1101 é que Kilij Arslan se pode vingar. Uma expedição Cruzada de rendição atravessa de novo a Ásia Menor. De novo Arslan e Danishmend unem forças para os enfrentar. Mas antes que possa fazer alguma coisa os Cruzados conquistam-lhe a cidade de Ancara e marcham para Niksar, no coração do domínio de Arslan. No entanto a maior parte dos cruzados é novamente composta por camponeses, mulheres e crianças. Em Merzifun, Arslan lança o ataque e os Turcos massacram o exército cruzado. Apenas alguns poucos cavaleiros escapam. Um mês depois o mesmo acontece a uma segunda expedição Cruzada, e uma semana depois disso, uma terceira expedição é dizimada perto Heracleia. Kilij Arslan vingara-se amplamente da derrota de Dorileu.
Arslan estabeleceu a sua capital na cidade de Konya e em 1104 retoma o conflito feudal com o emirato de Danishmend que entretanto morrera. Em 1107 Arslan conquistou a cidade de Mossul, nas margens do ro Tigre(actual Iraque) mas o sultão Redwan de Alepo cercou a cidade e conquistou-lha. Ao retirar, Arslan morreu afogado num rio. O seu filho Massud sucedeu-lhe em 1116 após uma guerra de sucessão.




This page is powered by Blogger. Isn't yours?