<$BlogRSDUrl$>

Thursday, July 28, 2005

A maior batalha da História 

Em termos de numero de homens e de recursos envolvidos, a invasão da Rússia pelos exércitos alemães de Adolf Hitler foi a maior operação militar da História e aquela que mais vítimas fez.

Depois da conquista da polonia, países baixos e frança, e da tentativa falhada de invadir a Grã-Bretanha, Hitler decidiu quebrar o tratado de não-agressão com a Rússia de Brest-Litovsk, celebrado em 1939, e , na Primavera de 1941, convocou os seus generais para a Operação Barbarossa.

Para invadir o enorme país, Hilter reuniu o maior exército da história. 3 milhões de homens e milhares de tanques, canhões e aviões foram reunidos na fronteira da Polónia com a Rússia esperando a ordem de ataque. Para o ditador nazi, a Rússia não resistiria á Blitzkrieg alemã, e o seu numeroso exército iria quebrar em três semanas sob o impeto do ataque alemão.


Foi no dia 22 de Junho de 1941 que a ordem de ataque foi dada. A norte, com o apoio do exército finlandês, os alemães atacaram o Báltico a caminho de Leningrado e Kronstadt. No centro os alemães avançaram sobre Varsóvia com objectivo em Leningrado e Moscovo. No sul os alemães avançaram sobre Lublin a caminho de Kiev e da região do Dniepr.

Ao mesmo tempo a Luftwaffe atacou em força destruíndo 80% da força aérea soviética no solo.

O ataque inicial foi um sucesso. As unidades soviéticas foram apanhadas de surpresa e fugiram dizimadas. Em Kiev os alemães capturaram cerca de 600 mil soldados russos naquele que foi a maior rendição de um exército na historia.

Hitler exigiu brutalidade aos seus homens, e foi isso que sucedeu. Os alemães destruíam tudo á sua passagem, matando tanto soldados inimigos como populações.

Apesar da superioridade evidente dos alemães, estes eram combates diferentes de tudo a quwe estavam habituados até então. Os russos resistiam ferozmente e muitas vezes lutavam até aos ultimo homem, inflingindo duras baixas aos alemães. A extensão do território era também um outro factor a considerar. Os exércitos alongavam-se demasido e muitas vezes tinham de parar por falta de combustível e de mantimentos.

A norte os alemães foram travados em Leningrado, numa cidade que, totalmente destruída, impunha agora uma resistência heroíca e persistente. A sul os avanços constantes levaram os alemaes a atravessar o Volga em direcção a Estalinegrado e ás regiões ricas do Cáucaso. No centro Moscovo foi quase atingida mas o duro Inverno russo forçou os alemães a parar quando estavam apenas a 30 quilómetros da capital russa.

As operações ofensivas pararam durante o inverno, mas iriam continuar mais violentas que nunca no início do ano seguinte...


Prisioneiros russos passam ao lado de tropas alemãs que avançam durante a Operação Barbarossa

This page is powered by Blogger. Isn't yours?